Rádio Voz do Horizonte
Ouvir

Adiamento do Concurso Unificado Nacional devido às Chuvas no RS: Candidatos Aguardam Nova Data

"Governo Federal decide postergar prova em todo o país após enchentes no estado gaúcho, afetando 86 mil inscritos e destacando preocupações com segurança e igualdade de acesso"

(Imagem reprodução: Artes/EBC)

 

O governo federal anunciou nesta sexta-feira (3) o adiamento em todo o país do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) devido às fortes chuvas que assolam o estado do Rio Grande do Sul. O certame, que estava previsto para ocorrer neste domingo (5), é considerado o maior já realizado no Brasil, abrangendo milhões de candidatos em todo o território nacional.


A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, e o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Paulo Pimenta, anunciaram oficialmente a decisão de adiar as provas, destacando a impossibilidade de realização dos exames no estado gaúcho devido às condições climáticas extremas.


"A conclusão que tivemos hoje é que é impossível fazer a prova no Rio Grande do Sul. O nosso objetivo, desde o início, é garantir o acesso de todos os candidatos", afirmou a ministra Esther Dweck. "A solução mais segura para todos os candidatos de todo o país é o adiamento da prova", complementou.


Com 86 mil candidatos inscritos em dez cidades gaúchas, o Rio Grande do Sul é um dos estados mais afetados pelas chuvas, que já deixaram um rastro de destruição e causaram inúmeras vítimas. Até o momento, o boletim da Defesa Civil estadual registra 31 mortes, 74 pessoas desaparecidas e 56 feridos, com 235 municípios e mais de 350 mil pessoas impactadas pelos temporais.


O CPNU é marcado pelo seu tamanho sem precedentes, abrangendo 3.665 locais de aplicação e 75.730 salas em todo o país. Ao todo, 2,144 milhões de candidatos inscritos disputarão 6.640 vagas oferecidas por 21 órgãos públicos federais. A decisão de adiamento visa garantir a segurança e a igualdade de acesso de todos os participantes, diante das condições adversas provocadas pelas enchentes.


Com a nova data de realização das provas ainda não definida, os candidatos aguardam ansiosamente por informações sobre o cronograma atualizado do CPNU. Enquanto isso, as autoridades estaduais continuam monitorando a situação das chuvas e seus impactos, ressaltando a importância da solidariedade e da prevenção diante desse cenário desafiador.


Fonte: Agência Brasil

Powered by Froala Editor

NOTÍCIAS MAIS LIDAS
Municípios gaúchos receberão repasse extra de R$ 192,7 milhões para enfrentar calamidade pública
Ministério da Saúde anuncia repasse de R$ 66,5 milhões para apoiar hospitais e serviços emergenciais no RS
RS: Guia para Produtores de Conteúdo em Tempos de Crise, salvaguardando a Informação Confiável
Ministério Público do Maranhão pede afastamento de Pastor Cavalcante por suspeita de fraude em igrejas
Guarda Municipal Integrada ao Sistema de Segurança Pública do Maranhão